terça-feira, setembro 30, 2014

TOCANTINS:...Raio cai em fazenda e mata 60 cabeças de gado.

Raio mata gado - Paraíso do Tocantins 2 (Foto: Divulgação/Surgiu.com)
Raio mata 60 cabeças de gado em Paraíso do Tocantins (Foto: Divulgação/Surgiu.com)
                        

Caso aconteceu em Paraíso do Tocantins, após forte chuva.
No total, 62 animais foram atingidos; dois sobreviveram.

                                       Uma forte chuva acompanhada de raios que caiu em Paraíso do Tocantins, a 66km de Palmas, resultou na morte de 60 cabeças de gado. O caso aconteceu neste domingo (28) em uma fazenda que fica no alto da Serra do Estrondo, a 12 km do município.
Raio mata gado - Paraíso do Tocantins (Foto: Divulgação/Surgiu.com)
No total 62 animais foram atingidos por raio, apenas dois sobreviveram (Foto: Divulgação/Surgiu.com)
No total, 62 animais estavam na propriedade quando foram atingidos. Apenas dois sobreviveram à descarga elétrica. O G1 tentou contato com o dono da fazenda, mas até a publicação desta reportagem não conseguiu retorno.

segunda-feira, setembro 29, 2014

JAPÃO:..Montanhistas gravam erupção de vulcão que matou dezenas de pessoas.


O momento da inesperada erupção foi registrada pela câmera de celular de um dos montanhistas que estavam no local. (Foto: BBC)

Inesperada erupção foi gravada por câmera de celular na beira do vulcão.

Equipes de resgate no Japão reiniciaram a busca por sobreviventes após a erupção do vulcão do Monte Ontake, que deixou mais de 30 mortos.O momento da inesperada erupção foi registrada pela câmera de celular de um dos montanhistas que estavam no local. Veja o vídeo.
Centenas de pessoas caminhavam pela montanha quando o vulcão entrou em erupção. A maioria conseguiu sair com segurança, mas muitos foram atingidos pela chuva de rochas e cinzas e nuvens de gás tóxico lançadas pelo vulcão.
O número de pessoas que ainda estão na região é incerto. Fumaça continuava saindo do vulcão nesta segunda-feira.
Mais de 1.100 homens trabalham na operação de busca.

BARRETOS:...Terremoto causado em SP por som automotivo bate recorde mundial.

Multidão acompanhou momento em som gerou terremoto em Barretos (Foto: Jânio Munhoz/ Divulgação)
Multidão acompanhou momento em som gerou terremoto em Barretos.




‘Insane Sound’, em Barretos, produziu sismo de pequena magnitude.
Marca entrará para o Guinness após superar abalo no Reino Unido.

Um evento que reuniu aficionados por sonorização automotiva realizado neste domingo (28) em Barretos (SP) bateu um recorde mundial ao gerar um terremoto apenas através do som. Com alto-falantes de aproximadamente 600 veículos e sete caminhões ligados ao mesmo tempo dentro do Parque do Peão, o “Insane Sound” atingiu a marca de 6,985 milímetros por segundo registrada no sismógrafo e garantiu seu lugar no Guinness Book.
Proporcionado por mais de um milhão de watts de potência, o tremor provocado por um minuto de som superou o feito anteriormente conquistado em 2008, na cidade de Northampton, no Reino Unido, onde 25 carros causaram um abalo de 6,325 milímetros por segundo.

Acompanhada pelo juiz Mike Janela, do Guinness World Records, a tentativa aconteceu por volta das 15h30 deste domingo e foi aferida por uma equipe de engenheiros, mas o recorde somente foi confirmado duas horas depois. "Foi bem forte. Essas paredes estéreo dão uma força muito grande", disse Janela logo após ser submetido ao barulho no Parque do Peão.
A nova marca é equivalente a um terremoto de pequena magnitude ou à explosão de 400 kg de explosivos. Idealizador da façanha, Daniel Boner acredita que o recinto escolhido foi ideal. "Aqui é uma região em que muita gente gosta de som externo. O local é super apropriado para tocar. A gente é a favor de o pessoal tocar em locais adequados, não em qualquer rua. Acho que combinamos as duas coisas", afirmou.
Equipe do Guinness aferiu sismo causado por som em Barretos (Foto: Jânio Munhoz/ Divulgação)
Equipe técnica aferiu abalo causado por som em Barretos (Foto: Jânio Munhoz/ Divulgação)
O recorde será publicado no site do Guinness na próxima terça-feira (30) e entrará para a edição 2015 do Livro dos Recordes.
Organizadores receberam certificado após recorde ser confirmado (Foto: Jânio Munhoz/ Divulgação)
Organizadores receberam certificado após recorde ser confirmado (Foto: Jânio Munhoz/ Divulgação)

quinta-feira, setembro 25, 2014

BRASIL:...... falta d,água já preocupa governo, e autoridades brasileira.


Primeira cota da reserva do Cantareira pode acabar em 57 dias, diz Arce

O secretário paulista de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, disse nesta quinta-feira, 25, que a primeira cota do volume morto do Sistema Cantareira deve durar até o dia 21 de novembro, se o índice de chuvas na região dos reservatórios permanecer como está.
O governo Geraldo Alckmin (PSDB) conta com uma segunda cota da reserva profunda das represas para manter o abastecimento na Grande São Paulo até março do ano que vem sem adotar racionamento oficial de água.
"Nós agora temos um segundo volume que estamos preparando para usar. Vamos adiar o máximo", disse Arce, sobre os 106 bilhões de litros adicionais da reserva que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) pretende utilizar.
"Se continuar assim, vamos liberar no dia 21 de novembro", completou o secretário, que participou de uma visita ao Parque Várzeas do Tietê, na zona leste de São Paulo, ao lado de Alckmin. O uso do segundo volume morto ainda não foi liberado pelos órgãos reguladores do manancial.
Nesta quinta, o nível do Cantareira chegou a 7,4% da capacidade, o mais baixo da história. Restam hoje nos cinco reservatórios que formam o manancial 72,2 bilhões de litros da primeira cota do volume morto, de 182,5 bilhões, que começou a ser bombeada no dia 31 de maio.
Alckmin tem apostado na próxima temporada de chuvas, que vai de outubro a março, para aliviar a crise de abastecimento e recarregar as represas. Para ele, há chances de não precisar utilizar a segunda cota do volume morto.
"Nós estamos preparados. Mas talvez nem precise da chamada da segunda reserva técnica", disse o tucano, que havia descartado retirar mais água da reserva há três meses.


O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,governo-diz-que-1-reserva-do-cantareira-pode-zerar-em-57-dias,1566060

MOGI DAS CRUZES:....dois homens foram baleados e mortos depois de registir a prisão.


 


Suspeitos fazem 6 reféns e são mortos pela polícia

Depois de invadir um imóvel e fazer seis pessoas reféns,  na noite da última terça-feira, na Vila Lavínia, em Mogi das Cruzes, depois de uma ação da Polícia Militar para libertar as vítimas. A ação contou com o apoio da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), que entrou no imóvel e tentou negociar com os suspeitos. No entanto, eles não se renderam, dispararam diversas vezes em direção aos policiais e foram baleados e mortos no interior da residência.
De acordo com o depoimento registrado pelas vítimas, os suspeitos entraram na residência por volta das 21h15. O primeiro a ser rendido foi um comerciante, de 52 anos. Em seguida mais duas pessoas que ajudavam o comerciante a carregar um carro.
Na sequência da ação, os suspeitos entraram na residência e renderam outras duas pessoas. Eles começaram a exigir dinheiro, afirmando que outras pessoas já haviam informado que a família guardava objetos de valor em casa.
Durante o tempo em que mantiveram as vítimas reféns, os suspeitos apresentavam comportamento agressivo, xingando o tempo todo e agredindo as vítimas.
Eles foram surpreendidos pela chegada da polícia enquanto vasculhavam o imóvel em busca de objetos de valor e dinheiro. Uma mulher, de 73 anos, e um homem, de 30, chegaram a ficar com uma arma apontada para a cabeça diante do desespero dos suspeitos com a chegada da polícia.
A Rota entrou no imóvel e tentou negociar com os homens, que não se renderam e dispararam tiros contra os policiais. A polícia revidou o ataque e baleou os suspeitos em cômodos diferentes.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer eles, mas ambos não resistiram aos ferimentos e morreram dentro da casa.
Dois revólveres calibre 38 usados pelos suspeitos foram apreendidos pela polícia e encaminhados para perícia. Com o primeiro suspeito foi encontrado a quantia de R$ 1.163 e com o segundo, a quantia de R$ 119. Uma das vítimas ficou com ferimentos leves e foi levada para o Hospital Luzia de Pinho Melo.
A ocorrência foi registrada no 2° Distrito Policial (DP) de Mogi das Cruzes como tentativa de roubo, sequestro e cárcere privado, resistência, homicídio e tentativa de homicídio.

quarta-feira, setembro 24, 2014

REDE SOCIAL:....Facebook vai usar drones do tamanho de um Boeing para levar internet a todo o planeta.

Nasa usa modelo 747 para transportar ônibus espaciais.



Projeto para levar internet a todos os lugares do mundo por meio de drones e satélites entrará em testes em 2015    *SÃO PAULO – Em março, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, apresentou o Connectivity Lab, um grupo de especialistas em informática, aeronáutica e tecnologia aeroespacial que estão desenvolvendo sistemas para levar internet a todas as partes do planeta. Para isso, eles usarão drones e satélites capazes de transmitir sinais de internet com raios laser infravermelhos.
Um dos líderes deste projeto divulgou em um evento do site Mashable mais detalhes sobre o ambicioso plano do Facebook. E um detalhe chamou a atenção: os drones que serão usados pela rede social terão o tamanho de um Boeing 747.
Segundo o engenheiro responsável pelo projeto, Yael Maguire, esses drones poderão voar por meses ou até mesmo anos seguidos usando energia solar. Eles serão capazes de voar acima de todo o espaço aéreo a uma distância de 18 a 27 quilômetros da superfície, distância maior do que a alcançada por aviões tradicionais.
Ainda não se sabe quando o Facebook colocará o projeto em prática. Maguire disse que a expectativa é iniciar os testes em 2015 nos Estados Unidos.  A Índia e outros 21 países na América Latina, Ásia e África são candidatos a receber o projeto. O que não se sabe ainda é como o Facebook vai lidar com a legislação nesses países, que muitas vezes restringe o uso de drones.

MOGI DAS CRUZES:...Rota liberta seis reféns e mata dois suspeito.

Ladrões mantiveram reféns em casa em rua da Vila Lavínia (Foto: Cristina Requena/G1)
Adicionar legendLadrões mantiveram reféns em casa em rua da Vila
Lavínia (Foto: Cristina Requena/G1)
a




Homens estavam armados e entraram em casa na Vila Lavínia.
Ladrões procuravam dinheiro no imóvel, diz polícia.

Dois homens morreram depois de uma ação da Polícia Militar para libertar seis reféns em Mogi das Cruzes. Os suspeitos invadiram o imóvel onde as vítimas estavam na Vila Lavínia na noite de terça-feira (23). A ação envolveu policiais militares do policiamento de área e também das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota).
De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 2º Distrito Policial,  os ladrões chegaram ao imóvel, localizado na Rua Professor Paulo Ferrari Massaro, por volta das 21h15. Inicialmente, um dos suspeitos rendeu o proprietário do imóvel, que também é comerciante de produtos agrícolas, que junto com familiares e funcionário carregava um carro. Depois de rendido, o grupo foi conduzido ao interior da casa. Nesse momento chegou no local o segundo suspeito que rendeu o funcionário e o filho da vítima. A dupla exigia dinheiro e dizia que já tinham contado que o comerciante guardava valores em casa. Segundo as testemunhas, os dois homens eram violentos, xingavam e agrediam a todos o tempo inteiro. As vítimas foram feitas reféns na copa.
 Na casa estava um homem de 52 anos, outro de 30 anos, um homem de 45 anos, um adolescente de 17 anos e duas mulheres, uma de 51 anos e outra de 73 anos. Os suspeitos vasculharam o imóvel em busca de objetos de valor e dinheiro. Nesse momento os policiais chegaram na casa. As vítimas contaram que os suspeitos ficaram desesperados e apontaram as armas para a cabeça da mulher de 73 anos e para o homem de 30 anos. No boletim consta que os suspeitos estavam em quartos diferentes do imóvel. Os policiais da Rota conseguiram entrar no imóvel e começaram a negociar com os suspeitos. Segundo os policiais, os dois respondiam que não iriam se entregar e que estavam com reféns, ameaçando a vida dos mesmos. A Rota foi avançando pelo corredor do imóvel em direção aos quartos quando um dos suspeitos saiu de um dos cômodos, disparando contra os policiais. Um dos disparos atingiu o escudo de um policial. O PM que seguia a frente reagiu e matou este suspeito. Os policiais viram o segundo suspeito que estava no quarto oposto ao do primeiro. De acordo com o boletim, ele também disparou contra os policiais que reagiram e o acertaram.
Após conter a situação e resgatar os reféns, a Polícia Militar acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que constatou que os suspeitos não resistiram aos disparos e morreram. A PM recuperou os objetos subtraídos e as armas usadas pelos ladrões. O local foi preservado para perícia. No documento consta que o delegado Fabrício Intelizano acompanhou a perícia. Segundo a polícia, o primeiro suspeito tinha uma arma calibre 38 e R$ 1.163. Já o segundo suspeito também tinha um revólver calibre 38 e R$ 119. A mulher de 51 anos ficou em estado de choque e a idosa de 73 anos foi encaminhada ao Hospital Luzia de Pinho Melo porque sofreu algumas lesões.
No boletim consta ainda que o delegado entendeu que a conduta dos policiais foi legítima porque eles reagiram as agressões dos suspeitos para garantir a vida dos reféns. As armas dos policiais e dos suspeitos foram encaminhadas para perícia. Os objetos foram devolvidos às vítimas. Como os suspeitos não tinham documentos, a polícia solicitou exames necroscópicos e datiloscópica para os corpos. Também foi solicitado exame de corpo de delito para as vítimas.

terça-feira, setembro 23, 2014

ORIENTE MEDIO:....Obama diz que EUA não lutam sozinhos contra o Estado Islâmico.


Imagem divulgada pela Marinha americana mostra o lançamento de um míssil no Golfo Pérsico, nesta terça (23) (Foto: AP) 

Operação é a primeira feita pelos EUA contra o Estado Islâmico na Síria.
Presidente sírio disse que país está determinado a lutar contra o 'terrorismo'.

O presidente americano, Barack Obama, disse em um pronunciamento na Casa Branca nesta terça-feira (23) que os Estados Unidos não estão sozinhos na luta contra os militantes do grupo radical Estado Islâmico (EI). O Comando Central dos EUA informou que Barein, Jordânia, Catar, Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos participaram ou apoiaram os ataques contra os alvos do EI nos arredores das cidades de Raqqa, Deir al-Zor, Hasakah e Albu Kamal, no leste da Síria.
A operação é a primeira feita pelos EUA contra o Estado Islâmico na Síria, que  enfrenta uma guerra civil há mais três anos. O grupo radical islâmico está lutando entre os combatentes de oposição ao regime do líder Bashar Al-Assad, e também se infiltrou no Iraque, se apropriando de territórios e matando quem não se converte ao islamismo nessas regiões. Em carta ao Congresso, Obama disse que não é possível saber a duração da ofensiva contra o EI na Síria e Iraque.
Aviões de guerra e mísseis de cruzeiro Tomahawk lançados de navios atingiram “combatentes, complexos de treinamento, quartéis-generais e instalações de comando e controle, instalações de armazenagem, um centro financeiro, caminhões de suprimento e veículos armados”, declarou o centro de comando americano.

O porta-voz do Pentágono, almirante John Kirby, declarou que "nossa indicação inicial é que estes ataques foram muito bem-sucedidos". E deu a entender que mais bombardeios na Síria estão por vir.
"Posso dizer que os ataques de ontem à noite foram apenas o início", disse Kirby.
Washington ainda afirmou que forças norte-americanas agindo sozinhas lançaram oito ataques em outra área da Síria contra o "Grupo Khorasan", unidade da Al-Qaeda que autoridades dos EUA descreveram nos últimos dias como uma ameaça semelhante à do Estado Islâmico.

"Relatórios da inteligência indicavam que o grupo estava nos estágios finais de vários planos para executar grandes ataques contra alvos ocidentais e potencialmente o território americano", explicou à imprensa o tenente-general William Mayville, diretor de operações do Estado-Maior das Forças Armadas.

O grupo Khorasan não tinha por objetivo enfrentar o regime sírio ou ajudar a população local, e sim "estabelecer raízes na Síria, a fim de realizar ataques contra o Ocidente e os Estados Unidos", explicou.
Mortes
O Observatório Sírio de Direitos Humanos, que monitora a guerra na Síria, disse que pelo menos 70 combatentes do Estado Islâmico foram mortos em incursões que atingiram no mínimo 50 alvos em Raqqa, Deir al-Zor e em províncias de Hasakah, no leste sírio.
A entidade afirmou que pelo menos 50 combatentes e oito civis foram mortos em ataques que miraram a afiliada síria da Al Qaeda, a Frente Al-Nusra, nas províncias de Aleppo e Idlib, no norte, aparentemente se referindo aos ataques que os norte-americanos disseram ter por alvo o Khorasan.

O Observatório declarou que a maioria dos militantes da Frente Al-Nusra mortos não era formada por sírios.

No entanto, as forças-armadas disseram desconhecer a existência de vítimas civis dos ataques e, segundo elas, os ataques aéreos foram planejados de forma a minimizar o risco para os civis na área, disse o tenente-general William Mayville.Os ataques aéreos cumprem a promessa do presidente dos EUA, Barack Obama, de atuar na Síria contra o Estado Islâmico, grupo sunita que ocupou vastas áreas da Síria e do Iraque impondo uma interpretação medieval do islamismo, decapitando prisioneiros e ordenando a xiitas e não-muçulmanos que se convertam ou morram.
O governo sírio declarou que Washington o informou das incursões horas antes em uma carta do secretário de Estado, John Kerry, através de seu colega iraquiano, e uma declaração do Ministério das Relações Exteriores sírio se absteve de criticar a ação liderada pelos EUA, dizendo que Damasco irá continuar a atacar o Estado Islâmico e que está pronto para cooperar com qualquer iniciativa internacional de combate ao terrorismo.

Carta à ONU
Em carta ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a embaixadora dos EUA nas Nações Unidas Samantha Power disse que os ataques foram necessários para eliminar a ameaça do Estado Islâmico para o Iraque, para os EUA e seus aliados, informa a agência Reuters.
Segundo o texto, os Estados Unidos fizeram ataques aéreos na Síria porque Damasco já "mostrou que não pode e que não irá confrontar os redutos seguros da organização".
Power afirmou que a ação foi justificada pelo artigo 51 da carta da ONU, que cobre os direitos individuais ou coletivos dos Estados à Defesa contra ataques armados.
 

AGUAS:.....Poluição do Rio Tietê começa em Mogi das Cruzes, dizem especialistas.


Rio Tietê em Mogi das Cruzes é visivelmente mais poluido em comparação ao trecho do rio em Biritiba Mirim (Foto: Jamile Santana/ G1) 

Por causa da poluição Rio Tietê em Mogi das Cruzes (a esquerda) tem curso da água parado e cheio de aguapés. Já em Biritiba Mirim, rio é fluente e a água ainda é limpa (Foto: Jamile Santana/ G1).... Poucos motivos tornam essa segunda-feira (22), Dia do Rio Tietê, uma data comemorativa. O G1 percorreu trechos do leito e encontrou um cenário desolador. Prejudicado pela poluição que, somada à seca, afeta o curso d’água em alguns pontos, o rio pede socorro e reforça a tendência de um quadro ainda mais crítico em um futuro não muito distante. O primeiro maior ponto de poluição fica em Mogi das Cruzes, a 45 quilômetros da nascente em Salesópolis e aproximadamente 6 quilômetros da Estação Pedra de Afiar, em Cocuera, onde o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) retira água para a abastecimento da população. 

Poucos motivos tornam essa segunda-feira (22), Dia do Rio Tietê, uma data comemorativa. O G1 percorreu trechos do leito e encontrou um cenário desolador. Prejudicado pela poluição que, somada à seca, afeta o curso d’água em alguns pontos, o rio pede socorro e reforça a tendência de um quadro ainda mais crítico em um futuro não muito distante. O primeiro maior ponto de poluição fica em Mogi das Cruzes, a 45 quilômetros da nascente em Salesópolis e aproximadamente 6 quilômetros da Estação Pedra de Afiar, em Cocuera, onde o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) retira água para a abastecimento da população. 
Neste trecho, na altura da desativada Estação de Captação e Recalque 1 (ECR-1), na altura da ponte da Avenida João XXIII, em César de Sousa, o que se vê é um rio sem fluidez, de cor escura e com uma camada espessa de esgoto. Segundo o engenheiro civil e sanitarista José Roberto Kachel, o volume de esgoto no trecho é tanto, que o rio praticamente não tem mais oxigênio. A vida marinha no trecho já foi extinta e quem observa o rio pela área de várzea consegue ver a água “borbulhando”. “Isso, na verdade é uma reação do gás metano na superfície da água, que já não tem mais oxigênio dissolvido. É um sinalizador do grau de poluição atingido no trecho com o despejo de esgoto in natura no leito do rio”, explicou.
A própria vegetação, segundo ele, também denuncia o que acontece do lado de dentro. “O volume de aguapés corresponde à dimensão da poluição. É uma resposta que a natureza dá para tentar oxigenar o rio novamente”, falou. Neste trecho, utilizar a água para abastecimento público está fora de questão. “É o primeiro ponto mais grave de poluição e não há condições de utilizar essa água para beber ou usar em casa. Por conta da pouca chuva, não há sequer correnteza de água limpa para diluir um pouco o volume de poluição”, detalhou o especialista.
Na ponta da linha férrea que corta o rio, sentido César de Sousa é possível ter uma visão mais ampla do problema. Do lado esquerdo da ponte, a várzea do rio é praticamente invisível: está coberta de aguapés. Mais a frente, lixo acumulado, em uma área onde, a pé, as pessoas nem conseguem ter acesso, a não ser embrenhando-se em mata fechada.
No Rodeio, em Mogi das Cruzes, nível do Rio tietê está baixo por causa da falta de chuva (Foto: Jamile Santana/G1)
Para comprovar que a região de César de Sousa é o primeiro maior ponto de poluição do rio, o ambientalista José Arraes, membro do Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê levou o G1 na ponte que antecede a Estação Elevatória de Biritiba Mirim. No trecho, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) capta 90% dos 9 metros cúbicos por segundo de água limpa liberada pelas barragens dos reservatórios de Paraitinga e Ponte Nova, e os transfere para a Barragem de Biritiba. “A diferença é visível. No ponto a água é limpa, clara, tem peixes no rio, há correnteza, não tem odor. Apesar de ainda precisar de tratamento para consumo, a água é utilizável. Numa visão utópica, seria nestas condições que a água deveria chegar na Marginal Tietê”, avaliou.
Preservação
Para evitar uma degradação ainda maior, a população e as administrações dos 204 municípios que permeiam o rio em toda a sua extensão devem assumir uma postura rigorosa contra o descarte de lixo, esgoto in natura e resíduos industriais no leito do rio. ‘O problema é que o trecho considerado por lei como Área de Proteção e Recuperação de Manancial (APRM) termina em Biritiba Mirim, antes da captação. Do que sobra para frente, a água é prejudicada com o descarte de esgoto, efluentes das indústrias, lixos jogados pela população, materiais trazidos por água da chuva. “Se não houver essa colaboração da própria população, independente do governo, vamos acabar com o que sobrou do Rio Tietê em poucos anos”, alertou Arraes.
Dia do Tietê
O Dia do Tietê entrou para o calendário do Estado de São Paulo após a aprovação da Lei 11.273. Segundo o projeto da lei, disponível no portal da Assembleia Legislativa, porque foi no dia 22 de setembro de 1993, que o governo estadual adquiriu de um proprietário rural o lote Parque Nascentes do Tietê, em Salesópolis, onde se origina o rio.
Ainda de acordo com o DAEE, o Rio Tietê tem 1.100km de extensão, 77.000km² de terras drenadas por sua bacia, aproximadamente um terço da área total do Estado de São Paulo e 204 municípios ligados à sua bacia. O Rio Tietê é o maior patrimônio natural do Estado.